Crise da imprensa em Portugal

22 Janeiro 2018

Imagem de Igor Ovsyannykov (uso livre)

“Circulação em papel a diminuir, circulação digital pouco desenvolvida e publicidade em queda”. Elsa Costa e Silva, investigadora do CECS, sintetiza deste modo a situação da imprensa em Portugal.

No seu artigo A imprensa em Portugal – os cenários da crise e os desafios, Elsa Costa e Silva explora as principais razões da crise que as empresas de imprensa enfrentam e não esquece as consequências deste cenário. Perante esta situação, os grupos têm despedido jornalistas e, em alguns casos, fundido redações, o que tem, como explica, “implicações sérias na qualidade do jornalismo, cuja missão é essencial em sociedades democráticas”.

“Não parece que o mercado seja o local para resolver esta crise e, dada a importância do jornalismo de qualidade, merece uma reflexão profunda se deveríamos deixar apenas ao mercado a solução para os media jornalísticos e, em particular, para a imprensa”, afirma a investigadora.