Crise da imprensa em Portugal

22 January 2018

Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Imagem de Igor Ovsyannykov (uso livre)

“Circulação em papel a diminuir, circulação digital pouco desenvolvida e publicidade em queda”. Elsa Costa e Silva, investigadora do CECS, sintetiza deste modo a situação da imprensa em Portugal.

No seu artigo A imprensa em Portugal – os cenários da crise e os desafios, Elsa Costa e Silva explora as principais razões da crise que as empresas de imprensa enfrentam e não esquece as consequências deste cenário. Perante esta situação, os grupos têm despedido jornalistas e, em alguns casos, fundido redações, o que tem, como explica, “implicações sérias na qualidade do jornalismo, cuja missão é essencial em sociedades democráticas”.

“Não parece que o mercado seja o local para resolver esta crise e, dada a importância do jornalismo de qualidade, merece uma reflexão profunda se deveríamos deixar apenas ao mercado a solução para os media jornalísticos e, em particular, para a imprensa”, afirma a investigadora.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.