“GÉNERO E ESTUDOS CULTURAIS: CONTEXTOS E INTERSECÇÕES” EM DEBATE NO ICS

11 June 2018

Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

“Ser (e envelhecer) migrante brasileira em Portugal: vivências re-contadas em Histórias de Vida” e “La influencia de las mujeres periodistas de TVE en el cambio de modelo de mujer del franquismo a la transición democrática” serão as duas apresentações da próxima sessão do Seminário Permanente de Comunicação e Diversidade (SPCD), que acontece na próxima sexta-feira, dia 15 de junho, a partir das 14h30, na Sala de Reuniões do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho. A sessão contará ainda com o comentário da investigadora Sheila Khan.

A primeira apresentação será feita por Camila Craveiro, doutoranda em Ciências da Comunicação, que, por meio de entrevistas de Histórias de Vida realizadas com migrantes brasileiras em Portugal, com mais de 50 anos de idade, irá analisar as estratégias de integração utilizadas por estas mulheres no enfrentamento com os estereótipos de brasilidade que as significam, cruzando diferentes pertenças identitárias (como as de raça, etnia, gênero, idade, classe social, nacionalidade e estatuto migratório) enquanto potencializadoras de experiências de opressão e de privilégio. A segunda estará a cargo da investigadora Dunia Etura, que irá analisar a influência que as mulheres jornalistas da TVE tiveram na mudança do “modelo de mulher” no período entre o Franquismo e a transição democrática em Espanha, centrado o seu estudo no programa Informe Semanal e nos conteúdos transmitidos entre 1973 e 1978.

Esta sessão do SPCD é organizada em parceria com o think tank  Communitas e a entrada é gratuita.

Pode encontrar mais informações sobre este o evento aqui.