Implementação do Referencial de Educação para os Media: é preciso formar e sensibilizar

16 January 2018

Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

A formação dos professores e a sensibilização da sociedade e, em particular, dos pais são fundamentais para a tradução prática do Referencial de Educação para os Media.

Referencial de Educação para os Media. Fotografia de Marisa Mourão

Apesar de já terem sido dinamizadas algumas ações no sentido de implementar o Referencial de Educação para os Media, ainda há um caminho a percorrer e, neste domínio, a sensibilização e a formação são centrais. Esta é uma das ideias que podem retiradas do artigo Referencial de Educação para os Media: “Talvez não seja mais fácil… fazê-lo notar”, um texto baseado nas declarações de Manuel Pinto e Sara Pereira, investigadores do CECS que integraram a equipa que elaborou o Referencial.

A existência de um contraciclo do ponto de vista do poder político e as atuais oportunidades para a implementação da Educação para os Média nas escolas são outras duas questões abordadas nesse artigo.

O Referencial de Educação para os Media foi aprovado em 2014 e é um documento orientador para a implementação da Educação para os Média no contexto escolar português.