Mariney Pereira Conceição: identidades têm papel relevante na inserção social

26 Julho 2019

A investigadora e professora de pós-graduação em Linguística da Universidade de Brasília (UnB) ressalta a importância de os indivíduos se reconhecerem a partir da linguagem para se inserirem na sociedade e, a título mais pessoal, fala ainda sobre o uso das narrativas visuais no seu projeto de pós-doutoramento que está a ser desenvolvido no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), na Universidade do Minho.

Entrevista realizada por Rosa Cabecinhas. Captação de som e imagem e edição por Vanessa Cortez.

Para Mariney Pereira Conceição, a identidade tem importância primária para os indivíduos “porque somente quando eu sei quem eu sou, enquanto indivíduo, quando fortaleço o meu lugar de fala, eu sou capaz de me inserir na sociedade”, explica.

A motivação para iniciar a pesquisa neste campo surgiu depois de perceber que, durante muito tempo, os estudos da linguagem eram fechados dentro da área da Língua em si. “A pós-modernidade, esse momento que vivemos hoje, é marcado pela multiculturalidade. São multiculturas, multilínguas, multisemioses, que perpassam as várias áreas.  É gratificante perceber a contribuição que os estudos da linguagem podem trazer para diferentes áreas”, afirma a professora.

Nesta entrevista ao Communitas, Mariney Pereira refere-se ainda ao uso das narrativas visuais no seu projeto de investigação e relata a experiência enquanto investigadora visitante, durante três meses, numa universidade do Hawai, nos Estados Unidos.

Mariney Pereira Conceição é doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutora pelo Laboratório da Linguagem e Processos Cognitivos da Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professora no Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução da Universidade de Brasília. As suas áreas de atuação envolvem identidades sociais, narrativas multimodais e educação para os média.

E-mail: marineydf@gmail.com

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.