Daniel da Cruz Brandão

Doutorado em Media Digitais, na Especialidade de Criação de Conteúdos Audiovisuais e Interativos, pela Universidade do Porto (2014). No âmbito do doutoramento desenvolveu o projeto Museu do Resgate (www.museudoresgate.org), um website participativo que coleta vídeos feitos por cidadãos sobre o quotidiano da cidade, com o objetivo de legitimar a sua vocação patrimonial. É também um dos coordenadores do Citadocs, um projeto de realização colaborativa de mini-documentários, nascido no Future Places Medialab for Citizenship.

Oito anos de experiência de docência no ensino superior público e privado, nas áreas do Design de Comunicação, do Audiovisual e da Multimédia, distribuídos pelo Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), pela Escola Superior Artística do Porto (ESAP), pela Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos (ESAD) e pela Universidade Católica Portuguesa polo de Braga (UCP-Braga). Integra o comité organizativo da DIGICOM (Conferência Internacional em Design e Comunicação Digital) e do Plug&Play (Conferências sobre Design). Investigador integrado do CECS e colaborador do ID+.

Designer multidisciplinar especializado em Vídeo e Motion Graphics tendo realizado vários trabalhos para instituições na área da cultura, com particular destaque para a Fundação de Serralves com a qual colaborou durante seis anos também enquanto designer de comunicação e multimédia.